O caso dum Alma-sebosa com a Caça-rato

— Menina, visse que sô Arlindo saiu com u’a moça mais nova q’tua fia?
— Oxe! Inda véi daquele jeito? Vá saber se os bolso num tá carregado…
— Pronto. E os irmão matuto da caça-rato tá quereno o côro dele.
— Que lhe queira, Zení. Que lhe queira… Não me chama, não, que até eu me vou pro cacetê! Magina se fosse Marcelina envolvida cum sarafrai de sessenta? Ah, mo Deu me segure, vi…
— O que casquetou deles sumir trei dia e voltado quinta agora.
— Mas ói!
— Foi…
— E Maria, que fizesse?
— Oh, Zení. Tu num sabe comé Maria? Pó passar touro brabo na cabeça da bixa que ela dorme. Dissesse o seguinte: “Vô fazê angú pra que diabo?” Sei não dessa muié…
— Pois comigo home ni’nhum me tira de tempo, vi. Que fica sem o bilau se fizer.
— E eu num sonhei justo com esse cabra?
— Tens juízo não, fia? Fei fei desse jeito?
— Né isso não. No sonho foi que vi o bicho na forca e o povo rino dele.
— Mia nossa senhora, Fia. Té repiou…
— É… E diz-se que tá em sonho acontece. E tá na bribra.
— Benza a Deus!

 

17 de janeiro de 2020
logo

 

3 comentários em “O caso dum Alma-sebosa com a Caça-rato

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

Dr.Poesia

por Daniel Rosa Possari

No Time For Pants

Life Tips & Hacks for Success

sех dаting with thе mоst раssiоnаtе girls hеrе.

www.Josh.loveor.ru/ -- sех dаting with thе mоst раssiоnаtе girls hеrе.

Balladeer's Blog

Singing the praises of things that slip through the cultural cracks

Yla

Meu Blog ♡

bangdavit

Just another WordPress.com site

sumidao.com

todos os dias à zero hora um inédito conto poético por Igor Florim

%d blogueiros gostam disto: